A ex-guerrilha e hoje partido político Farc pediu perdão público nesta segunda-feira (14) às milhares de pessoas que sequestrou na Colômbia e expressou arrependimento pela "dor" e pelas "humilhações" que causou.


"O sequestro foi um grave erro do qual não podemos fazer nada além de nos arrepender", disse a direção do partido na mensagem de desculpa mais contundente que já enviou desde que a paz foi decretada em 2016.


A ex-organização rebelde mais poderosa da América, envolvida em conflitos de quase seis décadas, admitiu que o "sequestro feriu a legitimidade e credibilidade" do movimento armado contra o Estado colombiano.


"Este lastro hoje pesa na consciência e no coração de cada uma e cada um de nós", completou em declaração pública.



Fonte: G1