A petroleira Royal Dutch Shell confirmou nesta terça-feira (20) que vai recorrer de uma decisão judicial na Holanda que determinou que a companhia acelere suas metas de redução de emissões de carbono.


A Shell já havia indicado anteriormente que apelaria da decisão de 26 de maio, que ordenou a empresa a reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 45% até 2030, com base nos níveis de 2019, em processo significativamente mais rápido do que o planejado pela petroleira.


A companhia anglo-holandesa também disse que, frente à decisão, buscará intensificar sua estratégia de transição energética.  


"Concordamos que uma ação urgente é necessária e vamos acelerar nossa transição para emissões líquidas zero", disse o presidente-executivo da Shell, Ben van Beurden, em comunicado publicado nesta terça-feira.

"Mas vamos recorrer porque uma decisão judicial, contra uma única empresa, não é eficaz. O que é necessário são políticas claras e ambiciosas que irão gerar mudanças fundamentais em todo o sistema de energia."



Fonte : G1